Home

a-fronteira-da-alvorada-cartazGosto muito de ver filmes do Philippe Garrel, depois de Amantes constantes em que ele leva, de modo magistral, mais de uma hora para nos mostrar em que contexto suas personagens principais se conhecem e se relacionam, fiquei fã. A fronteira da Alvorada retoma os amores obsessivos que são maravilhosamente retratados no cinema francês, como em A história de Adèle H. de François Truffaut. Novamente Louis Garrel é personagem de seu pai. Não é por acaso que ele tem se tornado o principal nome do cinema francês atual, em mais uma atuação convincente seu ar melancólico o ajuda muito em personagens loucamente apaixonados.

Como em Amores constantes Paris é inicialmente mostrada através de uma sacada e da fachada de alguns de seus edifícios, isso e a música do filme proporcionam que as pequenas histórias tenham uma unidade, faz com que as interligações não precisem de contexto extra, a cidade e os sentimentos o são.
Os personagens François (Louis Garrel) e Carole (Laura Smet) se apresentam como se fossem dois limpadores de pára-brisas, estão sempre juntos, mas nunca se encontram na realidade. Nunca querem a mesma coisa ao mesmo tempo, mas sempre querem o que ou outro acabou de deixar de querer, um filme de encontros e desencontros.

Para Philippe Garrel o que poderia ser a redenção de duas pessoas, o amor, parece mais como uma maldição, algo que os consome até a última gota de suas energias vitais. O que para alguns pode ser uma visão muito particular desse sentimento pode se mostrar como algo bem próximo da realidade e não como ficção.

O único senão acontece na cena final do filme, que poderia ter acabado cerca de 30 segundos antes, se isso tivesse acontecido ele seria ótimo. Esse finalzinho faz do último conflito do filme e de seu personagem algo menos crível, mas, de forma alguma, diminui a qualidade do conjunto.

Um filme Cult. Uma ótima oportunidade de ver o estilo de François Truffaut ou Bruno Nuytten filmado em 2008.

Veja o trailer em: http://www.youtube.com/watch?v=qOQ0olQnJWg

Anúncios

Um pensamento em “Filme: A fronteira da alvorada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s